Meio Ambiente


Fauna e Flora


“Bicho Legal é Bicho Solto”

 

               A Estação Ecológica de Tamoios, com apoio do IBAMA, das Polícias Federal e Rodoviária Federal e da Renctas (Rede Nacional de Combate ao Tráfico de Animais Silvestres), está lançando, uma campanha contra tráfico e captura de animais silvestres na região Sul-Fluminense, chamada “Bicho Legal é Bicho Solto”. A campanha é baseada em campanhas anteriores do IBAMA e consistirá principalmente na realização de atividades de informação e sensibilização da comunidade a respeito das conseqüências da captura de animais na natureza e do comércio ilegal. A produção e distribuição de materiais informativos que enfocam esta temática, como cartazes e folders, já foi iniciada. Vinhetas também estão sendo preparadas e serão lançadas ainda este mês nas rádios regionais. A campanha, a princípio de cunho educativo, contará posteriormente com atividades repressivas principalmente com relação ao comércio clandestino da fauna silvestre. Somente esse ano, já foram apreendidas aproximadamente 600 aves pela Polícia Rodoviária Federal de Paraty, sendo transportadas por traficantes de animais silvestres. A maioria das aves pertencia à espécie Sporophila frontalis, conhecida vulgarmente como pichochó, considerado ameaçado de extinção. Calcula-se que de cada 10 animais capturados para este tipo de comércio, apenas 01 sobreviva, e outros 09 morram antes mesmo de chegar nas mãos do consumidores finais. Segundo a bióloga e coordenadora da campanha, Sílvia Peixoto Amorim, a região de Angra dos Reis e Parati além de ser rota de escoamento da fauna para abastecimento de feiras ilegais no Rio de Janeiro, conta com a cultura de aprisionar pássaros como animais de estimação. “Como conseqüências destas atividades, temos a perda da diversidade biológica, interferência na recuperação das florestas e possibilidade de proliferação de pragas agrícolas. Os problemas para a saúde humana também são graves, visto que esses animais são potenciais transmissores de doenças.” A comunidade pode ajudar na campanha denunciando o comércio ilegal anonimamente, não capturando e não comprando animais apreendidos na natureza. Denúncias podem ser feitas através dos telefones (24) 33629885 e 33654548 e do e-mail: esec.tamoios@gmail.com   - Release da Campanha